Jogo Fursan al-Aqsa - Os Cavaleiros da Mesquita de al-Aqsa

Fala galera, blz!!!

Creio que alguns de vocês me conhecem pelo meu projeto do Port da UDK Engine / UE3 para PS3 e Xbox360 : https://br.ign.com/forum/threads/engine-gratuita-para-desenvolver-jogos-para-ps3-xbox360-e-pc.102736/

Agora eu estou utilizando essa minha engine para desenvolver meu primeiro game comercial, que pretendo lançar em seguida. Este game trata sobre a Resistência Palestina contra a Ocupação Militar Israelense . Eu sei que esse tema é um tema muito delicado, pois existem vítimas dos dois lados dessa guerra, porém, peço que vocês leiam com atenção esse post para compreender que esse meu game NÃO É “PROPAGANDA TERRORISTA” .

Aliás, eu enviei esse meu game para o Ministério da Justiça e Segurança Pública para Aprovação e Classificação Indicativa . Meu projeto foi aprovado e recebeu a classificação indicativa para maiores de 18 anos . Neste link vocês podem verificar essa informação: http://portal.mj.gov.br/ClassificacaoIndicativa/jsps/JogosJustificativaForm.do?select_action=&tbClassificacaoJogo_Analise=0&tbdocumento_numerodoc=08017.001703/2019-04

Resumo sobre o Tema do Jogo:

Fursan al-Aqsa - Cavaleiros da Mesquita de al-Aqsa é um jogo de ação em terceira pessoa que retrata a Resistência do Povo Palestino contra a Ocupação Militar Israelense, através da história fictícia de um jovem estudante palestino chamado Ahmad al-Ghazzawi , que foi injustamente torturado e preso por soldados israelenses durante 5 anos, teve toda a sua família morta em um ataque aéreo israelense e agora depois de sair da prisão, ele busca por vingança contra aqueles que o torturaram, mataram a sua família e roubaram a sua pátria.

Resumo sobre a História do Jogo:

Ahmad é um jovem muçulmano pacífico, estudante de Bioengenharia, cujo sonho era se dedicar a criação de próteses para ajudar os feridos de guerra a terem uma melhor qualidade de vida . Ele sempre desejou a paz entre Palestinos e Israelenses pelo fato de ver dia a dia como pessoas inocentes, dos dois lados, sofriam com a guerra. Certo dia, ao retornar da Universidade, Ahmad, por decreto do destino, se envolveu, contra sua vontade, em um Protesto onde milhares de Palestinos estavam jogando pedras contra os Soldados Israelenses, pedindo pelo fim da ocupação militar. Ahmad e muitos outras pessoas foram presas nesse protesto e levadas para interrogatório na Delegacia Israelense. As pessoas que estavam de fato envolvidas no protesto, foram executadas, porém, Ahmad, teve sua vida poupada pois as autoridades Israelenses não encontraram nenhum registro de envolvimento de Ahmad em atividades contra soldados Israelenses. Mas ele foi preso, injustamente e sofreu na prisão todos os tipos de torturas e humilhações que um homem pode sofrer. Cinco anos se passaram e Ahmad continuava a sofrer injustamente na prisão, sendo impedido de receber visitas de amigos e familiares. Quando finalmente ele foi autorizado a receber visitas, recebeu o seu primo, trazendo as piores notícias que ele jamais poderia esperar. Ahmad foi informado de que toda sua família foi morta em um ataque aéreo israelense, inclusive sua noiva. Daquele momento então, aquele jovem uma vez pacífico, se transformou em um homem sedento por vingança , e estava decidido a se vingar do Exército Israelense no momento que saísse da prisão.

Um dia antes de sair da prisão, Ahmad recebeu um novo companheiro de cela, um homem chamado Abu Ubayda , cuja condenação seria a pena de morte, no dia seguinte, o mesmo dia em que Ahmad conseguiria sua liberdade. Abu Ubayda contou sua história para Ahmad, de que ele era um Ex Combatente da Resistência Palestina que decidiu formar um novo exército de soldados palestinos com o objetivo de pôr fim a ocupação militar Israelense, o “Fursan al-Aqsa (traduzido para o português: Os Cavaleiros da Mesquita de al-Aqsa)” , pois os tradicionais movimentos de Resistência Palestina, com o passar dos anos se corromperam e abandonaram a causa da luta pela Libertação da Palestina .

Esse novo grupo estava preparando um grande ataque a pontos estratégicos do Exército Israelense nas terras ocupadas da Palestina com o objetivo de pôr fim a ocupação militar e libertar a Palestina, a operação “Mohammed al-Ayash” (em homenagem ao nome do grande líder da Resistência Palestina) . Mas infelizmente um dos membros do Fursan al-Aqsa era um espião israelense infiltrado , que armou uma cilada para os verdadeiros integrantes do grupo, cilada essa que ocorreu no mesmo dia da operação “Mohammed al-Ayash” e que resultou na morte de todos os soldados do Fursan al-Aqsa e na prisão do líder, Abu Ubayda, agora ferido e condenado à pena de morte.

Ahmad, ao ouvir a história de Abu Ubayda, decidiu completar essa missão por conta própria, mesmo sabendo dos riscos dessa operação, com a consciência de que esta missão pode resultar em sua morte. E no momento que ele saiu da prisão, ele recebeu de Abu Ubayda todas as instruções da operação “Mohammed al-Ayash” e a partir daquele momento, Ahmad estava pronto para completar a operação e se vingar daqueles que o torturaram, mataram a sua família e roubaram a sua pátria.

Continua na próxima postagem

1 Curtida

Caramba, to muito curioso pra saber mais sobre esse projeto. A premissa parece muito boa, sobre um tema complexo mas histórias muito importantes de serem mostradas e jogadas! Parabéns pela iniciativa @udkultimate

1 Curtida

Fiquei curioso sobre as plataformas de exportação, vai ser pra geração passada tudo, ou isso é só material de divulgação antigo?

Ideia interessante do tema, vou acompanhar a produção. Boa sorte no projeto!

2 Curtidas

Valew amigo pelo elogio e prometo não decepcionar, será um grande game!

Olá amigo. Conforme eu tinha explicado no inicio do post, esse é um game para PC, e as versões de Console (PS3 e Xbox360) virão de brinde para quem adquirir a versão PC.

Agora com o novo desbloqueio universal do PS3, muitos gamers aqui no Brasil estão optando pelo PS3, devido a gigantesca biblioteca de titulos que podem ser comprados por preços ridiculamente baixos.

A maioria dos meus seguidores no Youtube e Twitter estão ansiosos por jogar esse game nos seus PS3.

Obrigado por me permitirem divulgar meu projeto aqui pessoal. É mais um canal importante para a divulgação do meu projeto, que é o mais importante agora. Como diz o ditado “Propaganda é a Alma do negócio”

Eu gostaria de agradecer imensamente a todos os meus amigos e seguidores que votaram no meu game na competição do site @IndieDB!

Não tenho palavras para expressar a minha felicidade pelo apoio e força que vocês estão me dando. Vocês são top galera!

Acho que a melhor frase que posso falar é essa:

جزاكم الله خير

Que Allah (Deus) abençoe vocês.

Meu game agora está na lista dos melhores 100 de 2019 daquele site e em primeiro lugar na categoria Tiro em Terceira Pessoa.

Agora na segunda fase da competição eles vão escolher desses 100 os 10 melhores.

Por favor, votem novamente galera, vamo nessa, é nóis BR detonando nas paradas: http://tiny.cc/5lu9gz

Fursan al-Aqsa Dev Blog #5 - Animações Atualizadas para Ahmad al-Ghazzawi

No desenvolvimento de jogos, é uma prática comum o uso de assets provisórios, que podem ser modelos 3D, texturas e até animações. Desde que eu comecei a desenvolver esse jogo, há dois anos, eu uso o UDK AnimationSet padrão, que inclui todas as animações de personagens usadas no Unreal Tournament 3. No entanto, para dar originalidade ao meu jogo, decidi substituir algumas dessas animações padrão UT3 com outras animações da minha Biblioteca de assets (que inclui animações MOCAP de MegaMoCap, TrueBones, TurboSquid, NaturalMotion e outras).

Não fiz muitos ajustes nessas primeiras animações que usei, pois estava entediado usar o tempo todo para as Animações padrão da UDK, então só queria algo provisório para melhorar mais tarde.

A UDK / UE3 Engine possui um sistema de animação perfeito, pré-configurado para funcionar “outside the box” para um jogo de tiro. Uma dessas funções é o que chamamos de perfis de mira, o que significa que, para qualquer tipo de arma que o jogador carrega, há um conjunto diferente de animações: por exemplo, andar para a frente com um rifle, mover à esquerda com uma pistola, animações para rifle, bazuca, e assim por diante. Por uma questão de simplicidade, substituí muitas dessas animações padrão da UDK por essas novas animações de Captura de Movimento - Mocap (redirecionando essas animações para o esqueleto padrão da UDK no Motion Builder).

Seria muito legal se o uso de animações personalizadas para o UDK fosse apenas uma questão de copiar e colar. Embora o processo de redirecionamento de animações seja perfeito no Motion Builder, no entanto, devido a diferenças no tamanho do esqueleto (esqueleto UDK x esqueletos MOCAP personalizados), tive que editar manualmente cada animação mocap para encaixar no esqueleto UDK. As correções são apenas a reposição do esqueleto do personagem (mãos, pés, cabeça, etc) para se encaixar e funcionar perfeitamente. No Motion Builder, adicionei uma nova camada de animação e algumas animações de quadro-chave (keyframe) para corrigir as MOCAP, uma por uma.

Além disso, fiz alguns MOCAP personalizados usando minha câmera Kinect do Xbox360, como você pode ver no vídeo acima. Devo admitir que é muito melhor usar arquivos MOCAP profissionais do que fazer você mesmo. Usei arquivos MOCAP personalizados do Kinect sempre que não conseguia encontrar, dentro da minha biblioteca de assets, a animação desejada, então é hora de “Faça você mesmo”. Novamente, após alguns (MUITOS) ajustes nesses arquivos mocap kinect personalizados, conseguir polir as animações, e o resultado final ficou bom, apesar de não estar perfeito. Como eu não gosto de ser perfeccionista (senão eu nunca vou finalizar esse jogo), eu decidie que essas serão as animações finais para o protagonista do jogo, não vou modificar, apenas vou adicionar algumas novas animações, como segurando uma granada, e as animações que serão utilizadas nas cutscenes.

Espero que vocês estejam gostando de acompanhar o desenvolvimento do meu game Fursan al-Aqsa.

P.S: Se você ainda não votou no Fursan al-Aqsa, vote agora, ele está disputando os 10 melhores jogos independentes de 2019, agora é o nº 1 na categoria Jogos de Tiro em Terceira Pessoa em desenvolvimento:

Valeu.

Modelos Atualizados dos Soldados Israelenses

Hoje comecei a esboçar algumas idéias de Mapas (baseados nos mapas de Counter Strike) para as missões de treinamento de Fursan al-Aqsa. Além do Modo de Campanha, adicionarei um Modo de Treinamento ao meu jogo com MUITAS Missões Bacanas, inspiradas nas missões VR de Metal Gear Solid 2 (Kill All, Stealth, Tiro ao Alvo e Variedades).


​​​​​​​

Decidi modificar a minha custom camera para ficar mais parecido com Metal Gear Solid 4. Estou contente com o resultado final, agora meu game tem aquele gostinho de MGS!

Mais uma atualização do meu game:

Seja como um camaleão, supreenda o inimigo invadindo sua base na calada da noite disfarçado como um deles e elimine todos sem misericórdia!

Testando um novo recurso para usar no meu jogo, no modo Stealth Missions.

Fala galera, algumas novas artes aqui:
​​​​​​​

Fursan al-Aqsa Dev Blog #6 - Modelos Atualizados dos Soldados Israelenses

Este artigo (em inglês) mostra um pequeno teste de gameplay dos Modelos Atualizados dos Soldados Israelenses rodando lisinho no PS3 HEN, e um pouco do “making-off”:

Fursan al-Aqsa Multiplayer com Tela Dividida no Playstation 3

Se lembram? Quem sente falta dessa época de ouro?

A destruição multiplayer está de volta em Fursan al-Aqsa! Em breve no PC, PS3 e Xbox360.

Junte-se à Resistência!

Multiplayer com tela dividida e toda sua glória rodando lisinho no Xbox 360 RGH:

MDS mano, parabéns! O jogo ta ficando incrível e sua empolgação ta me empolgando kkkkk. Ótimo trabalho.

2 Curtidas

Valeu mano pelo elogio. Sim estou bastante empolgado com esse meu game, era um sonho adicionar o modo multiplayer com tela dividida, agora deu certo.

Fica ligado, em seguida vem mais atualizações.

Abraço!

Fursan al-Aqsa Dev Blog #7 - Making Off Multiplayer com tela dividida

Neste artigo (em inglês) eu explico brevemente alguns detalhes técnicos da implementação do Multiplayer com Tela Dividida para meu game:

Vale a pena dar uma lida :smiley: